17/10/2008

Economia de tempo, cabelos e dinheiro na reforma

Atenção aos amigos que estão iniciando ou planejando uma reforma, fiz uma listinha com 10 dicas legais que deram certo (ou não) aqui em casa ;)

1. Se você quer dar uma reformadinha, mas não tem nenhum dinheiro guardado, não faça. Vá por mim, dorme melhor e gasta menos quem paga à vista. Esse negócio de pagar em 36, 48 ou 60 vezes não está com nada, até porque neste prazo você provavelmente terá se arrependido de alguma coisa. Além do mais, quando você paga em dinheiro, pode pechinchar o desconto da taxa que as lojas pagJá economizamos horrores (rs) desta forma.

2. Uma vez que decidiu quanto gastar, faça uma conta e reserve mais ou menos 25% a mais, porque você vai precisar. Assim que você começa a reformar o piso, tem que dar um retoque na parede, e não tem como deixar o teto feio depois de tudo (quase) pronto.

3. Se os moradores são um casal, deverão se revesar para que pelo menos um dos dois mantenha os pés no chão e as mãos bem fechadas. Essas idas à lojas de materiais de construção são uma tentação, e nada melhor que alguém pé no chão nessas horas.

4. Perca tempo com orçamentos. É cansativo, um pé no saco, mas vale a pena. Assim você economiza para poder gastar com outras coisas mais supérfluas.

5. Não compre o mais barato. Não é porque você fez orçamentos, que vai gastar o seu dinheiro com materiais de baixa qualidade. Para pisos, compre sempre PI5, tintas de boas marcas. Em alguns casos, o barato sai caro, literalmente. Você pode acabar tendo outra reforma em menos de dois anos, e gastando mais ainda.

6. Se você depender de mão de obra, faça orçamentos, converse muito e tenha referências. Não contrate parentes, é incômodo na certa.

7. Se você mandou orçar, e não teve resposta imediata, desconfie. Este é o mesmo cara que vai marcar e dar o cano depois. Ficamos três dias esperando um pedreiro que não apareceu.

8. Contratada a mão de obra, nunca pague adiantado. Estamos esperando há 15 dias para a instalação das prateleiras que mandamos fazer no mesmo local que fez o box. (não mande fazer nada na vidraçaria Sérgio de Novo Hamburgo)

9. Ao comprar as tintas, pense no todo. Compramos cores que gostávamos, mas erramos feio ao tentar combinar as aberturas marrons com as paredes gelo.

10. Guarde todas as notas fiscais, calcule o quanto gastou ao final de cada dia, mesmo que tenha sido um simples parafuso. Assim você segura a onda e não gasta demais, e pode curtir com tranquilidade o resultado de todo o seu esforço.

Enjoy!

:)

0 disseram que...:

Economia de tempo, cabelos e dinheiro na reforma

Posted 15:49 by Bia in Marcadores: , ,
Atenção aos amigos que estão iniciando ou planejando uma reforma, fiz uma listinha com 10 dicas legais que deram certo (ou não) aqui em casa ;)

1. Se você quer dar uma reformadinha, mas não tem nenhum dinheiro guardado, não faça. Vá por mim, dorme melhor e gasta menos quem paga à vista. Esse negócio de pagar em 36, 48 ou 60 vezes não está com nada, até porque neste prazo você provavelmente terá se arrependido de alguma coisa. Além do mais, quando você paga em dinheiro, pode pechinchar o desconto da taxa que as lojas pagJá economizamos horrores (rs) desta forma.

2. Uma vez que decidiu quanto gastar, faça uma conta e reserve mais ou menos 25% a mais, porque você vai precisar. Assim que você começa a reformar o piso, tem que dar um retoque na parede, e não tem como deixar o teto feio depois de tudo (quase) pronto.

3. Se os moradores são um casal, deverão se revesar para que pelo menos um dos dois mantenha os pés no chão e as mãos bem fechadas. Essas idas à lojas de materiais de construção são uma tentação, e nada melhor que alguém pé no chão nessas horas.

4. Perca tempo com orçamentos. É cansativo, um pé no saco, mas vale a pena. Assim você economiza para poder gastar com outras coisas mais supérfluas.

5. Não compre o mais barato. Não é porque você fez orçamentos, que vai gastar o seu dinheiro com materiais de baixa qualidade. Para pisos, compre sempre PI5, tintas de boas marcas. Em alguns casos, o barato sai caro, literalmente. Você pode acabar tendo outra reforma em menos de dois anos, e gastando mais ainda.

6. Se você depender de mão de obra, faça orçamentos, converse muito e tenha referências. Não contrate parentes, é incômodo na certa.

7. Se você mandou orçar, e não teve resposta imediata, desconfie. Este é o mesmo cara que vai marcar e dar o cano depois. Ficamos três dias esperando um pedreiro que não apareceu.

8. Contratada a mão de obra, nunca pague adiantado. Estamos esperando há 15 dias para a instalação das prateleiras que mandamos fazer no mesmo local que fez o box. (não mande fazer nada na vidraçaria Sérgio de Novo Hamburgo)

9. Ao comprar as tintas, pense no todo. Compramos cores que gostávamos, mas erramos feio ao tentar combinar as aberturas marrons com as paredes gelo.

10. Guarde todas as notas fiscais, calcule o quanto gastou ao final de cada dia, mesmo que tenha sido um simples parafuso. Assim você segura a onda e não gasta demais, e pode curtir com tranquilidade o resultado de todo o seu esforço.

Enjoy!

:)

0 comment(s) to... “Economia de tempo, cabelos e dinheiro na reforma”
 
Copyright 2009 Bula da Bia. Powered by Blogger Blogger Templates create by Deluxe Templates. WP by Masterplan